Segundo análise de inadimplência divulgada recentemente pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 4 em cada 10 brasileiros estão inadimplentes no momento. 

Em um cenário de crise e alta da inflação, é de se esperar que imprevistos financeiros aconteçam. Porém, é possível sair dessa situação e evitar que a inadimplência financeira prejudique sua vida. 

Neste artigo, vamos explicar o que é inadimplência e por que ela é prejudicial, além de apresentar dicas de como sair dessa situação. Continue a leitura e confira.

O que é inadimplência?

Antes de mais nada, vamos entender o conceito de inadimplência financeira! Estar inadimplente significa que uma pessoa não cumpriu com um compromisso financeiro no prazo de pagamento estipulado. Isso pode acontecer quando existe atraso para pagar uma conta, a fatura do cartão de crédito, a parcela de um financiamento etc.

A partir do dia em que o pagamento fica em atraso, aquela pessoa é considerada inadimplente.

Qual o problema de cair na inadimplência?

 Estar inadimplente tem algumas consequências que impactam a vida das famílias em muitos sentidos. Vamos explorar os principais problemas da inadimplência a seguir.

Restrições no nome

Ao ficar inadimplente, a primeira medida legal do credor — a empresa para a qual se está devendo — é inserir o nome do devedor nos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa e SCPC.

Isso tem muitas implicações na vida financeira do inadimplente, que pode ter dificuldade na aprovação de crédito até pagar sua dívida, impactando na hora de conseguir um financiamento, um novo cartão de crédito ou um empréstimo. 

Essa questão acontece porque as instituições financeiras consultam estes órgãos antes de liberar crédito para as pessoas, a fim de verificar se existe histórico anterior de inadimplência.

Encargos financeiros

Juros e multas são comuns quando uma dívida está em atraso e este é um dos grandes problemas da inadimplência. Afinal, a cada ano que passa, aquela dívida inicial vai ficando mais cara, podendo gerar ainda mais descontrole financeiro.

Insegurança e preocupação

A preocupação extrema com a vida financeira também é uma das consequências de estar inadimplente. Afinal, essa situação é delicada e pode gerar insegurança sobre como pagar a dívida e colocar as finanças nos trilhos novamente.

Mas se isso está acontecendo com você, continue lendo este artigo para entender como sair desta situação!

Como evitar ficar inadimplente?

Se você ainda não está inadimplente e deseja se prevenir desta situação, temos algumas dicas importantes para evitar a inadimplência financeira. Veja a seguir.

Crie um controle financeiro

Você não precisa ser nenhum expert em finanças para criar um controle financeiro básico. Para isso, basta anotar todas as suas despesas fixas — como aluguel, contas de água e luz, parcelas de financiamento etc. —, bem como as despesas variáveis — gastos com alimentação, lazer, educação, entre outros — e entender se você está gastando mais do que ganha.

Caso isso esteja acontecendo, você terá duas opções: cortar gastos ou aumentar seus ganhos.

A partir disso, poderá traçar um plano para que tenha uma vida financeira saudável.

Conscientize sua família

Se você é casado e/ou tem filhos, é importante colocar toda a família para conversar sobre finanças. Isso porque, de nada adianta tentar evitar a inadimplência sozinho, enquanto outras pessoas da sua família podem acabar extrapolando nos gastos.

Comece a poupar

Sabemos que imprevistos acontecem quando menos se espera! Por isso, não existe outra saída para evitar a inadimplência a não ser criar uma reserva de emergência. Trata-se de um valor que você deve guardar todos os meses para que tenha recursos para usar em casos emergenciais. 

Afinal, a maior parte dos casos de inadimplência ocorrem por conta de gastos que não estavam previstos no orçamento.

Já estou inadimplente, e agora?

Se você já está sofrendo com a inadimplência financeira, é importante que não se desespere e saiba que é possível resolver a situação, por mais delicada que ela pareça no momento.

 

Aqui vão algumas dicas de como sair da inadimplência!

Escolha qual dívida quitar primeiro

Se você tem mais de uma dívida em atraso, é importante priorizar qual delas colocará em dia. Isso porque nem sempre será possível se livrar de todas de uma só vez. 

Para isso, você precisa considerar dois pontos:

1 – Quais contas são essenciais e podem gerar prejuízos na sua rotina. Como, por exemplo, uma conta de luz que pode deixar sua família sem energia elétrica em casa.

2 – Quais contas têm os juros mais altos. Afinal, este tipo de dívida é a que tende a se multiplicar mais rápido e pode ter o efeito bola de neve em sua vida financeira.

Negocie a dívida com o credor

Você sabia que muitas empresas podem ajudá-lo a acabar com a inadimplência por meio da negociação de juros ou parcelamento da dívida? A Negocia Fácil, por exemplo, já facilitou o processo de quitação de dívidas de mais de 2,5 milhões de consumidores.

Troque sua dívida por outra dívida mais barata

No caso de dívidas com alta taxa de juros, como o cartão de crédito, por exemplo, pode ser interessante “trocar” a dívida por outra dívida mais barata. Neste caso, é preciso analisar se um empréstimo que lhe dê dinheiro para acabar com a inadimplência no cartão pode acabar saindo mais barato, por exemplo. 

Outra vantagem disso é acabar com a inadimplência. Afinal, você coloca as contas em dia e se compromete com uma parcela de empréstimo que caiba no seu orçamento mensal.

E então, agora que você entende o que é inadimplência e o que significa estar inadimplente, que tal aprender como consultar a situação do seu CPF para se precaver de qualquer inadimplência? Descubra aqui como fazer isso!